Categoria: Família Doroteia

CAPÍTULO GERAL – OUTUBRO

PROVÍNCIA DE ITÁLIA

ORIGEM

Data de Chegada: 
12 de Agosto 1834
(Albânia23 Setembro 1993)

NÚMEROS

Comunidades: 17

Irmãs: 92

MISSÃO

Roma

Vau Dejes-Albânia; Casalgrande; Arcore; Bologna; Génova; Mirabella; Napoli; Rosarno; Montecchio; Reggio Emilia; San Calogero; Torre di Ruggiero; Via di Sambro.



Comunidade das Filipinas

ORIGEM

Data de Chegada: 
2003

NÚMEROS

Comunidades: 1

Irmãs: 4

MISSÃO

Manila


PALAVRAS DE SANTA PAULA

Assim animadas e fortalecidas pela abundância das graças divinas, poderemos mais facilmente caminhar nas vias da perfeição, para maior glória de Deus e proveito do próximo, fim único do nosso santo Instituto e meta de todas as nossas obras, palavras e aspirações.
Felizes de nós, se a vida que nos resta a empregarmos toda em procurar unicamente a maior glória de Deus e a salvação do nosso próximo! Que consolação não teremos à hora da morte! (Carta 89,4.5).

ORAÇÃO

O mês de outubro é dedicado às missões e a quem as realiza – os missionários e missionárias.

Neste nosso caminho capitular somos convidados a rezar pela Província de Itália, Albânia e Filipinas que também estão ligadas a Itália quer à Província quer ao Governo Geral.

Pedimos a Santa Paula, junto de Deus, que fortaleça as nossas Irmãs e Leigas/os para que se sintam colaboradores e missionários de Jesus Cristo.

Pedimos a Santa Paula que, junto de Deus, peça vocações para o seu Instituto que foi fundado unicamente para realizar a “Vontade de Deus” e realizar o bem possível para dar glória a Deus e fazer bem às pessoas.

Pedimos a Santa Paula que, junto de Deus, lhe fale das suas Doroteias espalhadas pelos quatro continentes para que Irmãs e Leigas/os para que sejam missionários em favor da construção da justiça, da paz e da fraternidade!

Tema do ano 2021-2022

Esta tela procura evocar o caminho que a Congregação está a realizar em ordem ao Capítulo Geral XXII, que se realizará em Março de 2022. Daí vem a imagem central em que a seta indica: “Regressaram por outro caminho”. É este o grande desafio e provocação que é lançado aos Magos, no evangelho de S. Mateus. É o desafio e provocação que é lançado a toda a Província e a todos os Centros Educativos da Área Europa.

A seta ganha forma através de uma mistura de cores que vai levar às cores quentes, aos laranjas, na procura de expressar essa transformação. Para um crente, a transformação por excelência dá-se no encontro pessoal com Jesus, que tem consequências, dá-se quando se abre espaço em nós, no nosso coração, para que o dinamismo do Espírito Santo possa rasgar novos caminhos, novos sonhos, desejos, modos de ver, escutar, trabalhar, relacionar-se, amar, servir, educar.

Todos nós, crentes e não crentes, podemos identificar nas nossas vidas momentos marcantes, significativos, que nos transformam interiormente, de forma profunda. À distância, percebemos que não voltámos as mesmas pessoas: tocar limites, partilhar fragilidades, superar dificuldades, celebrar conquistas suadas, fez-nos regressar por outro caminho!

Vemos também pessoas diferentes: famílias, bebés, crianças, jovens, adultos… que formam a nossa comunidade educativa. Esta diversidade é o rosto dos nossos Centros Educativos, que são a resposta a famílias e necessidades concretas.

Este verde de fundo insere-nos na Casa Comum, a criação, a natureza, o cuidado ecológico, a sociedade que servimos.

Temos sinais que nos ajudam a ler melhor o caminho, patentes no mapa, na mochila, nos binóculos, são quase um GPS, uma forma de comunicação que se vai construindo, indicam todos os serviços que nos dinamizam no escondimento e, claro, aquelas e aqueles que nos guiam, que treinam o nosso olhar para ver mais longe, discernir, que tomam decisões, envolvem e animam a caminhar juntos para o objetivo comum: “Educar bem para transformar o mundo e conduzi-lo à verdadeira vida.”

O fundo pautado por traços e linhas de cores, espessuras e direções diferentes e uma diversidade de transportes, balões, avião, barco, querem comunicar que cada um tem o seu próprio caminho para percorrer, o que importa é não perder a “estrela”, o foco da missão que nos é confiada. Por isso, os caminhos e os transportes dizem de uma diferenciação pedagógica inevitável que possa incluir, educar e acolher todos.

Todos juntos, como companheiros, como família, irmãs, professores, colaboradores, todos somos educadores pelo olhar, pelos gestos, pelas palavras, por colocarmos o coração no que fazemos, pela capacidade de servir com paixão esta missão de educar que é de todos e de cada um.

Festa de Santa Paula – 12 de Junho

– Santa Paula –

reúne os seus amigos e amigas
no dia 12 de Junho,
dia da sua festa litúrgica
numa Eucaristia
às 12 horas

Todos os anos, de modos diversos, temos celebrado a Festa da Amizade num encontro com Santa Paula que nos torna mais AMIGOS de Jesus e de uns com os outros, e nos faz crescer como FAMÍLIA DOROTEIA viva e comprometida na construção da GRANDE FAMÍLIA DE DEUS.

Este ano tem que ser online.
Mas vamos estar lá todos – todos cabemos! – os que nos sentimos Família: Irmãs, Juventude Doroteia, pessoas ligadas às Irmãs que estão em comunidades de inserção pastoral e social, nas Paróquias, Alunos, Pais, Educadores, Professores, Colaboradores dos Centros Educativos, Antigos/as Alunos/as, Mães de Paula, e…

AQUI FICA O LINK PARA PARTICIPAR…

basta clicar e… logo se lhe abrirá a Porta da Amizade, ficando em Família a celebrar!

Passe a mensagem a outros.

A Eucaristia é transmitida a partir do Linhó onde muitas Irmãs se encontram reunidas com alguns Leigos.

CAPÍTULO GERAL XXII – ABRIL

PROVÍNCIA PORTUGUESA

ORIGEM

Data de Chegada: 
16 JUNHO 1866

NÚMEROS

Comunidades: 19

Irmãs: 192

MISSÃO

Lisboa

Bragança, Coimbra, Covilhã, Évora, Fátima, Linhó-Sintra, Loulé, Oliveira do Douro-Gaia, Porto, Recardães, Seixal, Vila do Conde e Viseu.

PALAVRAS DE SANTA PAULA

Agora é preciso rezar muito pelas Irmãs que iniciarão a viagem, para que o Senhor as encha do seu Divino Espírito Santo e as transforme em fachos ardentes que, onde toquem, acendam o fogo do amor de Deus (Carta 241,2).

ORAÇÃO

Neste mês de abril, em que celebramos a Páscoa do Senhor Jesus e a nossa, somos convidadas/os a rezar pela missão das Irmãs e Leigas/os da Província Portuguesa!

Agradeçamos ao Senhor Jesus, a Família Doroteia que somos, e que com entusiasmo, compromisso e dedicação queremos ser presença deste Deus que quis viver como um de nós e agora caminha connosco “ensinando-nos não só o caminho, mas também a maneira de o percorrer, sustentando-nos ainda nos passos mais difíceis” como nos diz Santa Paula.

Pedimos a Jesus Ressuscitado, que nos dê a graça de vivermos segundo a Boa Nova do Evangelho, para que outras/os se sintam atraídas/os e venham fazer parte da nossa Família Doroteia ao serviço do Reino, promovendo a justiça, a fraternidade e a paz!

X