PASSAR do medo à confiança: 5º DOMINGO DA PÁSCOA

Palavra do Evangelho

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos. Não se perturbe o vosso coração. Se acreditais em Deus, acreditai também em Mim. Em casa de meu Pai há muitas moradas; se assim não fosse, Eu vos teria dito que vou preparar-vos um lugar? Quando Eu for preparar-vos um lugar, virei novamente para vos levar comigo, para que, onde Eu estou, estejais vós também. Para onde Eu vou, conheceis o caminho». Disse-Lhe Tomé: «Senhor, não sabemos para onde vais: como podemos conhecer o caminho?». Respondeu-lhe Jesus: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim. Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». Disse-Lhes Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta». Respondeu-Lhe Jesus: «Há tanto tempo que estou convosco e não Me conheces, Filipe? Quem Me vê, vê o Pai. Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditais que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim? As palavras que Eu vos digo não as digo por Mim próprio; mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras. Acreditai-me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim; acreditai ao menos pelas minhas obras. Em verdade, em verdade vos digo: quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará obras ainda maiores, porque Eu vou para o Pai. (Jo 14,1-12)

Noticia

Dono não cobra aluguer de prejudicados por pandemia

Este proprietário, no Estado de Kamera One, resolveu não cobrar aluguer aos seus inquilinos no mês de abril. Tomou essa decisão porque a pandemia de Coronavirus provocou o encerramento de muitos negócios e os seus inquilinos sofreram graves problemas financeiros. ‘Eu vi que isso ia trazer problemas para eles. Eles trabalham recebendo por hora no setor de serviços, que foi o mais prejudicado. Eu tenho sorte de ter um trabalho em que posso trabalhar em casa’. E relatou a sua decisão numa rede social e pediu para que outros proprietários de imóveis seguissem o seu exemplo.1

Interpelação

No texto do Evangelho, o que salta à primeira vista é a profunda intimidade entre Jesus Cristo e o Pai, além da provocação de Jesus aos seus discípulos a participarem dessa comunhão, apontando-se a Si mesmo como o Caminho a seguir, a Verdade a pronunciar e a Vida a viver. Se assumirmos Jesus como único Caminho a trilhar, deixaremos o Espírito Santo nortear o nosso caminho e estaremos aptos a viver em íntima comunhão com a Trindade Santa e abrir-nos-emos às necessidades dos outros, aliviando as suas preocupações como fez o proprietário das residências alugadas.

  • Jesus é o Caminho que sigo, a Verdade que pronuncio e a Vida por onde pauto a minha?
  • A minha sensibilidade às necessidades do próximo torna-me capaz de me desapegar dos bens efémeros e a ser solidário com os mais necessitados?

Desafio

Olha para os teus bens, para as tuas coisas, e escolhe uma para te desapegares e dares a alguém que mais precise. Partilha o gesto que fizeste com um amigo, ou numa rede social, por ex., no Facebook ou no Instagram da Juventude Doroteia.

À noite agradece a Deus o dia que viveste e reza um Pai-Nosso.

1 https://www.msn.com/pt-br/noticias/boas-noticias/dono-não-cobra-aluguer-de-prejudicados-por-pandemia/vi-BB1 1mVVI

X