O CAMINHO DO PRESÉPIO…

O caminho do presépio é feito de ESPERANÇA…

  • a esperança no Deus que se quis fazer Homem
  • a esperança feita confiança, como a de José

Leitura

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava desposada com José; antes de coabitarem, notou-se que tinha concebido pelo poder do Espírito Santo. José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la, resolveu deixá-la secretamente. Andando ele a pensar nisto, eis que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, ao qual darás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados.»
(Mt.1, 18-21)

Graça a pedir

Pedir a graça de conhecer Jesus intimamente para mais O amar e seguir

1º ponto

Maria foi surpreendida. A mensagem do Anjo parecia-lhe uma completa impossibilidade, o que lhe estava a ser dito não cabia no seu presente. Aceitou a realidade que não compreendeu, confiando que Deus realizaria, na sua pequenez, a grandeza da mensagem.

José sentiu-se traído, enganado, abandonado pela pessoa que mais amava. Foi um momento muito doloroso. Os seus sonhos desabaram. O sonho de Deus sobre ele encheu de sentido aquele presente misterioso.  

Olhando para os tempos que estamos a viver, que nos ensina o comportamento de Maria e de José? Como nos podem ajudar, neste tempo, a preparar a vinda de Jesus à nossa vida?

2º ponto – Paula

“Manifestemos toda a nossa gratidão a Deus, renovando-nos espiritualmente para a próxima festa do santo Natal. Tomemos como guia, nesta tão nobre empresa, a Virgem Santíssima e vejamos como ela se preparou para o Natal do seu Filho e do seu Deus, Cristo Jesus” (C.36)

Desafio para a vida…

  • Qual a nossa atitude perante este desafio? Expetativa? Compromisso? Adiamento?

Ou

  • Vamos viver a esperança comprometida,“… na companhia de Nossa Senhora e de S. José a preparar o enxoval para o Menino”?

Oração para este dia

Aproximamo-nos do Natal. Escutemos o desafio que Santa Paula nos faz para estes tempos:

“Se há festas no ano nas quais nos devemos renovar espiritualmente, é certamente uma delas a próxima festa do Santo Natal. Aproveitemo-nos, portanto, das meditações sobre o grande mistério da Incarnação do Verbo Divino, para mover eficazmente a nossa vontade e eliminar de nós tudo o que não é conforme com os exemplos que Jesus Menino nos deu no seu nascimento.” (C.294)

X